Conselho Regional de Medicina interdita duas Unidades Básicas de Saúde em Petrolina: Posto Saúde de Pedrinhas e Bebedouro

Por Irlander Bacelar 16/08/2017 - 11:33 hs

A plenária do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) homologou na plenária geral, o indicativo de interdição ética das Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Pedrinhas e Bebedouro, localizadas em Petrolina. A decisão foi tomada após fiscalização do Conselho solicitada pelo Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe).  A interdição ética deve ser publicado hoje no Diário Oficial, e ocorrerá por falta de adequação do ambiente físico e de edificações que permitam o trabalho médico com salubridade, segurança e inviolabilidade do sigilo profissional.

A partir do indicativo a gestão das unidades terá que apresentar em até 30 dias um cronograma de regularização, de acordo com as considerações do relatório de fiscalização do Cremepe. O Sindicato dos Médicos realizou uma assembleia em Petrolina onde ficou deliberado que solicitaria ao Cremepe a fiscalização das unidades básicas da Zona Rural do município denunciadas por não apresentarem condições de trabalho para o exercício da medicina. 

O Conselho recebeu a solicitação em 19 de julho fiscalizou as quatro unidades solicitadas, destas, duas indicou a interdição ética dos serviços. Baseado na Resolução CFM Nº 2062/2013 os “estabelecimentos médicos de qualquer natureza, quando não apresentarem condições mínimas exigidas para o exercício ético da medicina estabelecidas na Resolução N° 2056/2013 e de atendimento adequado para população podem ser passiveis de interdição ética”.

A Unidade Básica de Sáude Bebedouro, localizada na Vila Núcleo 2 já foi  interditada em novembro de 2015 após desabamento. Os funcionários foram realocados para outra estrutura em 2016 com nova interdição por desabamento. Até que em março deste ano (2017) a unidade passou a funcionar em duas salas improvisadas. A primeira funciona o pré-atendimento, atendimento de enfermagem, vacinas, farmácia, prevenção, arquivo e administrativo. A espera para consulta é na calçada, com marcação em área aberta na frente da unidade onde só existe uma banca e duas cadeiras.

O blog Geraldo José enviou solicitação a Prefeitura de Petrolina para esclarecer quais medidas serão tomadas pela secretaria de saúde.

Ascom-Cremepe