Alunos remansenses participam de evento acadêmico na UNEB em Juazeiro

Por RemansoNet 28/09/2017 - 09:55 hs

Na terça-feira passada aconteceu na Universidade Estadual da Bahia, Campus de Juazeiro, o encontro da NOVA CARTOGRAFIA SOCIAL DO BRASIL: PROJETO BRASIL CENTRAL, onde pesquisadores de todo o país se reuniram para discutir os rumos das pesquisas sobre povos tradicionais, identidade e autoreconhecimento, e em especial as consequências da construção da Barragem de Sobradinho. Vários cientistas sociais apresentaram seus trabalhos, juntamente com o conferencista principal, o antropólogo Alfredo Wagner, da Universidade Estadual do Amazonas, um dos mais destacados pesquisadores da Nova Cartografia Social brasileira.

Na ocasião, representantes de povos tradicionais, como Quilombolas, Indígenas, Quebradeiras de Babaçu, Comunidades de Cultos Africanos entre outras debateram a identidade dos grupos sociais e sua representatividade, aliando as vivências e saberes às perspectivas científicas empregadas nas ciências sociais.

Um grande destaque para o evento foi a presença de 45 alunos do Colégio Olimpio Campinho, acompanhados de um grupo de professores,  que através do Programa Ensino Médio Inovador – PROEMI, tiveram a possibilidade de assistir ao encontro, no percurso dos seus trabalhos de iniciação científica.

Os remansenses participaram ativamente das discussões, com ideias, propostas e posicionamentos, chamando a atenção da comunidade acadêmica presente, e em especial do palestrante, que dedicou boa parte da sua fala à juventude secundarista que ele categorizou como a ciência do futuro.

Na ocasião, também foram lançados dois livros, sendo que a publicação coletiva “Barrando as barragens” traz um dos capítulos escrito pelo Prof. Edcarlos Mendes, pesquisador ligado à temática e orientador dos alunos do PROEMI em suas pesquisas. O livro está disponível também em edição ebook, disponível gratuitamente no link http://sabeh.org.br/book/barrando-as-barragens-o-inicio-do-fim-das-hidroeletricas/ na seção “publicações recentes”.

Informações: Edcarlos Mendes