Chuvas começam a cair na Bacia do São Francisco, mas vazão de Sobradinho será reduzida na próxima semana

Por RemansoNet 03/10/2017 - 09:05 hs

O período úmido na bacia do Rio São Francisco começa a ser monitorado a partir de agora, mas os registros ainda são pequenos, conforme dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). As informações foram transmitidas nesta segunda-feira (2), durante reunião promovida pela Agência Nacional de Águas (ANA) para avaliar as condições hidrológicas na bacia do chamado rio da integração nacional.

De acordo com a avaliação hidrológica, a precipitação prevista para esta primeira semana de outubro ainda é de poucas chuvas na região do Alto São Francisco, considerada como sendo a região “produtora” de água para a bacia.

Diante do cenário, as previsões ainda permanecem de maneira restritiva. Com isso, a vazão praticada em Sobradinho, na Bahia, continua sendo de 580 metros cúbicos de água por segundo (m³/s) e de 550 m³/s em Xingó, entre Alagoas e Sergipe. A partir da próxima segunda-feira (9), esse patamar será reduzido em Sobradinho para o mesmo nível de vazão em Xingó, ou seja, 550 m³/s. Esse patamar é o menor da história do reservatório.

Reuniões

Essas reuniões da ANA são realizadas todas as segundas-feiras e transmitida por videoconferência para todos os Estados inseridos na Bacia do Velho Chico. A iniciativa atende a uma demanda apresentada pelo Comitê da Bahia Hidrográfica do São Francisco (CBHSF) e implementada pela agência federal.

Fonte: Carlos Britto